terça-feira, 9 de setembro de 2008

ah...se te contasse

Sou fã do site da Prefeitura de São Paulo. Se você está em busca de boas opções culturais, palestras e cursos com preços acessíveis ou até mesmo de graça, este é o lugar certo. Foi através dele que encontrei informações sobre a Biblioteca Hans Christian Andersen, especializada em contos de fadas. O local, que recebe o nome do famoso escritor de contos infantis como O patinho feio, O soldadinho de chumbo e A pequena sereia (só para citar alguns), foi nomeado como biblioteca temática em novembro de 2007.

Em agosto deste ano fiquei sabendo que eles promoveriam, agora em setembro, um curso de formação de contadores de história, com duração de três meses e meio, de graça. Fiz minha inscrição na biblioteca, no bairro do Tatuapé, zona leste de São Paulo. Descobri que eles ofereciam apenas 35 vagas e a minha inscrição já estava no número 129.

- Como será feita a seleção?, perguntei ao simpático atendente
- Ah, moça, isso é com a Secretaria da Cultura. Você preenche esse papel, explica quais são os seus objetivos e boa sorte, respondeu

Desejei-me sorte também. Na última sexta-feira do mês de agosto, dia 29, liguei para a biblioteca para saber se a lista de selecionados já estava pronta. A moça que atendeu me disse que já ia me ligar, mas por ansiedade, liguei antes.

- Parabéns, você foi selecionada!, uma voz vibrou do outro lado do aparelho, tão feliz quanto eu

Ao todo foram 412 inscritos para 35 vagas. Esse é o segundo curso de contadores de história promovido pela
Secretaria da Cultura na Hans Christian Andersen. Sábado, dia 6, foi o primeiro dia de aula. O encontro aconteceu na sala que leva o nome da crítica literária e professora Nelly Novaes Coelho, que tivemos o prazer de conhecer.

As três primeiras horas de aula foram reservadas para que todos os alunos se apresentassem. Como já era de se esperar, a maioria tem formação em educação, já trabalha com crianças ou conta histórias. Mas também há pessoas de outras áreas e experiências diversas, o que deve enriquecer ainda mais o curso. Literatura, educação, fantasia, magia, música e teatro foram os assuntos levantados pela roda de participantes. Prestei atenção em cada depoimento, na ânsia de colher um pouquinho de cada história. A delícia desses momentos é a troca de expectativas, de esperanças, de olhos brilhantes que ocorrem entre as pessoas.


Na hora do café (adoro!), conheci a jornalista Viviane Pascoal que acabou de lançar, em parceria com Arnaldo Mota, o livro Vidas em Retalhos, sobre a história de meninos de rua em Natal, no Rio Grande no Norte. Em seguida, recebemos Nelly Novaes Coelho, uma senhora de 80 anos, cheia de vida e de projetos. Que fôlego! Bom, leitores, a minha idéia até o final do curso é relatar um pouco sobre as aulas, indicar autores, livros e textos sobre literatura no geral, literatura infantil e infanto-juvenil. Espero que gostem! Por hoje, deixo alguns, citados por Nelly:

  • Vergílio Ferreira
  • Clarice Lispector
  • Machado de Assis
  • José Saramago
  • Fernanda Lopes de Almeida
  • O sofá estampado, de Lygia Bojunga
  • Gabriel Perissé

2 comentários:

Iêda disse...

Nossa , Eny!! Muito interesante esse curso. Deu até vontade de fazer. Eu não conhecia a biblioteca. Boa dica essa de ver o site da Prefeitura. Beijão

Por Ricardo Cazarino disse...

Olá moça!!
De fato esse curso parece interessante por demais! Mas tbm fiquei curioso em saber como será dado o curso...quais as técnicas, leituras...então, aguardo que você me conte essa história...!!
Besos!